A Lei Rouanet discutida na Abit
muitas dúvidas e indagações

Na Abit,no dia 2/9 fomos convidados para participar de uma conversa com a Ministra Marta Suplicy sobre o controvertido assunto de utilização dos recursos da Lei Rouanet,para o setor de Moda.A iniciativa de Pedro Lourenço de conseguir apoio para um desfile em Paris,causou uma grande repercussão no mercado e o auditório da Abit estava repleto de pessoas da área de moda,interessadas em saber de que forma isso foi conseguido.....

Pedro Lourenço e Gloria Coelho estavam na Abit e ouviram calados as explicações da Ministra da Cultura sobre "o caminho" para a utilização dos recursos da Lei Rouanet.......Mas não participaram da mesa de discussão,que contou com um técnico do Ministério da Cultura,a própria Ministra e representantes da Abit.....Foram quase 2 horas de explanações técnicas e políticas do Ministério,numa linguagem de difícil compreensão para uma audiência  composta de estilistas,profissionais da moda e alguns empresários, tentando argumentar que os recursos  foram aprovados para Pedro Lourenço,Alexandre Herchovitch e o estilista mineiro Ronaldo Fraga ,simplesmente porquê  eles foram os  únicos que solicitaram os recursos da Lei Rouanet.....E que a Lei Rouanet está aberta para o Setor de Moda,desde que preenchidos os requisitos que são aprovados por comissões e parceiros do Ministério da Cultura.

Os meandros políticos para obtenção dos recursos  da Lei não foram explicados...Uma comissão de jornalistas e personalidades da moda escolhidos por um critério que não soubemos precisar,foi recebida em sala no segundo andar da Abit para uma entrevista "privée"  com a Ministra,a que não tivemos acesso.....O ambiente da  sala inferior,onde estava a grande audiência convidada para o evento,  era tenso e de grandes expectativas,esperando que houvesse uma explicação para o mercado,ansioso para se beneficiar da Lei.

Pedro Lourenço não quiz participar da mesa.Cobramos da  Abit a importante participação de Pedro na mesa,que não tinha sido pautada,para ajudar a esclarecer as dúvidas da sala,mas o estilista se negou a participar....Achamos que seria muita válido o seu depoimento para clarear as imensas dúvidas que pairavam no ambiente da Abit.Afinal,todo o intrincado caminho legal da solicitação dos recursos da Lei foi feito por estes três estilistas com o apoio de escritórios  especializados em assuntos legais, e todos os presentes na sala estavam muito interessados em conhecer esses caminhos.....

Depois de quase duas horas de explicações sem participação da platéia,a  Ministra Marta se retirou antes do término da reunião ,deixando um vazio no ar. Ficou para um representante do Ministério esclarecer dúvidas e indagações da audiência,o que foi feito de forma pouco convincente.O técnico do Ministério  da Cultura explicou da forma que pode e a assistência não entendeu direito,os caminhos para a utilização da Lei.A única certeza que ficou é que na aprovação dos recursos para estes três estilistas,a intervenção da Ministra foi decisiva..... 

Diaulas Novaes,o editor do Mapa da Moda compareceu à Coletiva de Imprensa,a convite da Abit.

 

 

Em relação à moda,são os seguintes os objetivos da Lei Rouanet ,com captação de recursos e com descontos diversos em Imposto de Renda das entidades ou empresas patrocinadoras:

1) Internacionalização de Marcas de Moda

2) Preservação da Tradição Brasileira

3) Preservação de Acervo

4) Formação e Desfiles de Estilistas.

 

 

 

 



Fotos




Compartilhar




Criações exclusivas para noivas e festas www.diaullasdena.com.br



Consultoria para o Noivo,by Deborah Cattani


Madame Olly -atelier de chapéus


Foto Estudio: books-noivas- portraits 38625051


Fascinators e casquetes by Madame Olly:38625051


Flores para grinaldas e vestidos:38625051