O documentário de YSL
fim de uma era

 

Fui ver o documentário de Yves Saint Laurent no Reserva Cultural,que exibiu o filme em parceria com a Aliança Francesa,num domingo de manhã...

Valeu a pena.È um depoimento do estilista e do seu companheiro de vida Pierre Berger,a respeito da moda,da alta-costura,da arte e da vida,mostrando como as diferentes décadas influenciaram o trabalho de Yves,suas relações com personalidades importantes da época,até o encerramento voluntário da sua carreira e sua morte,no início do século 21.

Para Berger,o estilista se desiludiu com a moda no fim de sua vida,a partir do que êle fala, "a transferência do poder na moda para entidades puramente comerciais que tomaram as rédeas da alta-costura e das marcas de moda,a partir dos últimos anos da década de 90."

Êle se refere aos grandes conglomerados financeiros que passaram a gerir os negócios da moda a partir dessa época,que compraram as marcas mais famosas e transformaram as grifes em negócios rentáveis,onde o estilista nada mais é do que um simples "curador" das marcas. O destino do marketing e até da produção é controlado por esses gestores financeiros,que buscam,antes de tudo,a lucratividade.

Isso também aconteceu no Brasil e no resto do mundo,o que ocasionou uma mudança radical na criação na área de moda.Hoje em dia se trata de gerir grandes complexos que tendem à massificação dos produtos,importando mais a abrangência da marca para cosméticos,perfumes,acessórios,que têm mais estabilidade nos negócios e não dependem do sucesso de uma coleção,ou do humor criativo do estilista.

O lado negativo do processo é um certo "ennui",um aborrecimento da previsibilidade das coleções,que estão na mãos de estilistas "amordaçados",e que repetem exaustivamente o sucesso das coleções passadas....

É dificil vender uma nova idéia de moda nesse panorama.A moda está nas mãos dos grandes conglomerados,que não estão absolutamente interessados na evolução das idéias de moda.Resta para as pequenas marcas nascidas ontem, a tarefa de inovar,sem o que o mercado estaciona.

Mas êste é o ciclo natural das marcas de moda.Crescem,se massificam e aos poucos entram em decadência,dando lugar às pequenas,que vão inevitavelmente repetir o processo.A gestão pelo prisma exclusivamente  financeiro das marcas de moda só vale para as marcas que vendem o "arroz-feijão"............

Diaulas Novaes,o editor



Fotos




Compartilhar




Criações exclusivas para noivas e festas www.diaullasdena.com.br



Consultoria para o Noivo,by Deborah Cattani


Madame Olly -atelier de chapéus


Foto Estudio: books-noivas- portraits 38625051


Fascinators e casquetes by Madame Olly:38625051


Flores para grinaldas e vestidos:38625051